Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019



- Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor!
Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca. Deve também apresentar todas as cerdas da mesma altura para uma completa massagem dos dentes e gengiva, alem, é claro, de ser macia.

- A perda dos dentes é conseqüência natural do envelhecimento.
Mentira. A perda dentária é conseqüência de doenças gengivais mal tratadas, traumas e composição genética. Com tratamento de prevenção é possível chegar a 3ª idade com todos os dentes na boca.

- O uso de implantes ou próteses totais (dentaduras) não necessitam de controle periódico no dentista.
Mentira. Os implantes precisam da mesma manutenção gengival e descontaminação semestral dos dentes. Pacientes com próteses também devem fazer visitas regulares para avaliação dos tecidos moles (gengiva, bochecha...) e adaptação da mesma.

- Não vou ao dentista porque não sinto nada, dor alguma.
A ausência de dor infelizmente, não significa ausência de problemas bucais. A doença periodontal, por exemplo, que é a inflamação gengival não costuma doer, a não ser em casos já avançados.

- Bebês que ainda não possuem dentes não precisam fazer higiene oral.
Mesmo sem dentes é importante que os pais façam limpeza da gengiva e região com uma gaze umedecida.

- Mau hálito é problema de estômago.
Mentira. O mau hálito pode ter origem local (na boca), sistêmica, ou ainda os dois fatores associados, o que é mais provável. Mas problemas estomacais (como gastrite, úlcera...) não provocam mau hálito. Em geral são provocados por problemas decorrentes de higiene oral mal feita ou infecção nas vias aéreas superiores.

- Tenho menos propensão a cáries porque uso anticéptico oral diariamente.
Mentira. Uma boa higiene depende apenas de escova e fio dental. Os anti-sépticos são apenas coadjuvantes, mantendo o hálito puro e refrescante por mais tempo. Dê sempre preferência a um produto que não contenha álcool.

- Uso bicarbonato de sódio em pó na escova para clarear meus dentes.
O bicarbonato tem essa característica, desde que na correta dosagem e aplicação. O ideal é optar por um creme dental que contenha o bicarbonato ou outros produtos  branqueadores, pois assim o seu potencial clareador estará aumentado e sua dosagem correta.

- O clareamento dental caseiro ou com aplicação de laser desgasta a estrutura do esmalte dos dentes.
Mentira. O processo de clareamento atua nas partículas que colorem o dente sem provocar qualquer tipo de desgaste ou dano a estrutura dentária.

- A herpes labial pode ser mais rapidamente curada com uso de pomadas específicas.
Geralmente o vírus da herpes precisa cumprir seu ciclo de 7 a 14 dias independentemente do uso de medicação, a não ser que a sua presença seja detectada logo no 1º dia de manifestação. Neste caso teremos o processo de cura e cicatrização acelerado.

- Restaurações em resina tem maior possibilidade de fratura e infiltração que restaurações em amálgama.
Não mais. Hoje contamos com resinas resistentes e preparadas para receber grandes esforços mastigatórios, não dependendo em nada em termos de resistência e adaptação para as antigas restaurações metálicas.

- Próteses removíveis desgastam e estragam os dentes, com o tempo.
Isso não acontece desde que estejam bem adaptadas, feitas dentro da técnica adequada e com correta escovação diária.

- Se o dente de leite do meu filho não cair sozinho, não devo me preocupar com ele.
Errado. Os dentes de leite (ou decíduos) são temporários e servem como guia para a erupção dos permanentes. Sempre que houver qualquer dúvida por parte dos pais, um odontopediatra deve ser consultado.

- A mulher perde cálcio dos dentes durante a gestação, o que pode enfraquecê-los ou até provocar o aparecimento  de novas cáries.
Mentira. Os dentes não participam da captação de cálcio que o organismo faz dos demais ossos do corpo e também dos alimentos ingeridos pela gestante.

- Durante a gravidez, o exame radiográfico pode prejudicar o feto.
Com os aventais de proteção adequados, as radiografias devem ser evitadas apenas no 1º trimestre de gravidez.

- Todos temos que remover os sisos, antes mesmo que eles nasçam.
Não necessariamente. Eles devem ser removidos apenas quando for detectada a ausência de espaço  para eles ou se o seu nascimento implicar em mal posicionamento dos demais elementos.

- Chupeta faz mal para a dentição das crianças.
De um modo geral sim. Porém em determinada época pode estimular a musculatura e o próprio nascimento de alguns dentes. O correto é procurar um odontopediatra para saber maiores detalhes sobre a correta época e indicação para uso de chupetas.

- Hoje já podemos usar próteses em porcelana livres de metal.
Sim. Isso evita aquele sombreamento na região da gengiva próxima ao dente melhorando a estética do nosso sorriso.

- Não existe contra-indicação absoluta para colocações de implantes, somente fatores que podem diminuir sua capacidade de sucesso estética ou funcional.
Verdade. Alguns fatores como cigarro, problemas cardíacos, falta de osso suficientes podem nos fazer ter mais cuidado na hora do planejar um caso ou usar opções alternativas mas não impossibilita a execução do mesmo.

- Inflamação e infecção gengival podem causar doenças cardíacas.
Verdade. Durante a escovação ou raspagem gengival é possível que bactérias da boca vão parar na corrente sanguínea atingindo o coração. Pacientes portadores de problemas cardíacos  devem sempre fazer uso de antibiótico antes de procedimentos odontológicos com presença de sangramento.

- Gengiva sangrando pode ser sinal de gengivite.
Verdade. Segundo os dentistas, se a gengiva sangrar quando, por exemplo, vai passar fio dental entre os dentes, há a possibilidade de que o problema tenha sido causado por uma gengivite.

- A periodontite não causa dor, mas deixa os dentes moles.
Verdade. A doença ataca a estrutura de sustentação dos dentes de forma indolor. O alerta é notar, durante a escovação, se algum dente está “balançando”.

- Escovar os dentes com força limpa a boca e evita a gengivite e a periodontite.
Mentira. Os dentistas recomendam que a escovação seja feita de forma leve, com escovas  de cerdas macias.

- Alimentos doces causam gengivite e periodontite.
Mentira. Qualquer alimento pode trazer bactérias que vão se fixar na boca e provocar essas doenças, segundo os médicos. O importante é ficar atento à forma como  a boca é limpa após as refeições, para evitar a formação de placa bacteriana.



Se cadastre e receba novidades via email.

 
Inscrever Cancelar Inscrição














Bottesini Odontologia - Todos os direitos reservados. 2011